Arquivos

Ser chique, ser cristã…

Olá! Compartilho esse texto com você que é uma boa reflexão para se iniciar a semana!

a

“Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como nos
dias de hoje.

A verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. Elegância é uma delas.
Assim, para ser chique é preciso muito mais que um guarda-roupa ou closet recheado de grifes famosas e importadas. Muito mais que um belo
carro Italiano.

O que faz uma pessoa chique, não é o que essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta perante a vida.

Chique mesmo é ser discreto.

Quem não procura chamar atenção com suas risadas muito altas, nem por seus imensos decotes e nem precisa contar vantagens, mesmo quando estas são verdadeiras.

Chique é atrair, mesmo sem querer, todos os olhares, porque se tem brilho próprio.

Chique mesmo é ser discreto, não fazer perguntas ou insinuaçõe inoportunas, nem procurar saber o que não é da sua conta.

É evitar se deixar levar pela mania nacional de jogar lixo na rua.

Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador.
É lembrar-se do aniversário dos amigos.

Chique mesmo é não se exceder jamais!
Nem na bebida, nem na comida, nem na maneira de se vestir.

Chique mesmo é olhar nos olhos do seu interlocutor.

É “desligar o radar”, “o telefone”, quando estiver sentado à mesa do restaurante, prestar verdadeira atenção a sua companhia.

Chique mesmo é honrar a sua palavra, ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios.

Chique mesmo é não fazer a menor questão de aparecer, ainda que você seja o homenageado da noite!

Chique do chique é não se iludir com “trocentas” plásticas do físico… quando se pretende corrigir o caráter: não há plástica que salve grosseria, incompetência, mentira, fraude, agressão,
intolerância, ateísmo…falsidade.

Mas, para ser chique, chique mesmo, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre de o quão breve é a vida e de que, ao final e ao cabo,
vamos todos terminar da mesma maneira, mortos sem levar nada material deste mundo.

Portanto, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se encontrar e não
aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não lhe faça bem, que não seja correta.

Lembre-se: o diabo parece chique, mas o inferno não tem qualquer glamour!

Porque, no final das contas, chique mesmo é Crer em Deus!

Investir em conhecimento pode nos tornar sábios… mas, Amor e Fé nos tornam humanos! ”

GLÓRIA KALLIL

Que Deus te dê discernimento que ser chique não é ter unhas, ou roupas impecáveis, mas é ser sábia e amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a si mesma.
Que Deus te abençoe e te honre grandemente!
Um abraço!
Rosielly Souza

Quero ser como vaso de barro!!!

Olá! Ele nos faz e refaz… para que nos tornemos cada dia mais parecidas com Ele.

Ele te olha como um oleiro, quer te segurar nas mãos e quer te moldar!

Abra seu coração pois Ele só entrará se você deixar!

Que Ele te abençoe e te guarde!

Um abraço e bom fim de semana!

Rosielly Souza

 

Reunião de Mulheres: Que vaso é você?

Olá! Espero que tudo esteja bem com você!

Na última reunião do Ministério de Mulheres o tema foi: Que vaso é você?

 

O tema foi muito interessante e fez as mulheres refletirem sobre os tipos de vasos(pessoas) que existem na igreja e a necessidade de se buscar ser moldada por Deus com um vaso de Barro.

O Senhor quer que sejamos como vasos de barro nas mãos Dele e é importante fazermos uma análise de nossa conduta cristã.

Ressalto que para o desenvolvimento da dinâmica utilizei o roteiro de uma peça teatral.

MATERIAS UTILIZADOS:

01 Vaso de vidro

12188338_10203829112328454_1957194238_n

 

01 Vaso decorado

12201034_10203829114368505_1697535289_n (1)

01 Vaso rachado

12181967_10203829113648487_2049823649_n

01 Vaso de ouro

12182269_10203829113368480_556623984_n

01 Vaso sujo

12188290_10203829112928469_83703100_n

01 Vaso de barro


aHR0cDovL3d3dy5jbGlja2dyYXRpcy5jb20uYnIvZm90b3MtaW1hZ2Vucy92YXNvcy1kZS1iYXJyby9hSFIwY0RvdkwzZDNkeTVqYkdsamEyZHlZWFJwY3k1amIyMHVZbkl2Wm05MGIzTXRhVzFoWjJWdWN5OTJZWE52Y3kxa1pTMWlZWEp5Ynk5aFNGSXdZMFJ2ZGt3elpETmtlV12200674_10203829111248427_1614441694_n

Identificações com a descrição de cada vaso.

 

DESENVOLVIMENTO:

Divisão de grupos de acordo com a quantidade de vasos. 

Cada grupo escolheu um vaso.

Feita orientação: Cada grupo deveria analisar seu vaso vendo as características.  Dizendo que o Senhor estava a procura de vasos para a obra Dele e o grupo apresentaria o vaso para os outros grupos.

Após isso, foi entregue uma placa com a descrição do vaso de cada grupo.

Após a discussão sobre essas características foi entregue outra placa com a fala do Senhor sobre o que Ele achava do vaso.

Apresentação dos grupos, Onde cada grupo mostrou seu vaso, leu as placas e emitiu a opinião sobre o seu vaso e o que o Senhor espera de cada mulher.

Texto retirado do site Teatro Cristão:

VASO DE CRISTAL:  Ouvimos dizer que estavas a procura de um vaso para ser usado na tua obra do Senhor! Procuramos em nossa casa, e achemos este vaso de vidro!  Tenho certeza que este é o vaso que o Senhor precisa! Pois é um vaso fino e delicado e deve servir para a grande obra que tens a fazer!
CARACTERÍSTICA: Frágil, quebra fácil a qualquer palavra ou toque.

JESUS:  Não! Este vaso não serve para a  obra! pois é um vaso frágil demais. Qualquer coisa o quebra… Qualquer palavra, qualquer toque. O vaso que eu preciso tem que estar forte na palavra, tem que ser quebrado, queimado, provado e aprovado!!!
VASO DE CRISTAL:  Não! Não quero que quebre meu vaso! Sendo assim, realmente Senhor! O meu vaso não serve para esta obra

VASO RACHADO:  Senhor! Soube que estavas a procura de um vaso! Procurei em minha casa e encontrei este aqui! Trata-se de uma antiguidade…muito valioso… ele tem apenas um pequeno defeito, pois esta rachado, mas nisso podemos fazer um remendo…acho que serve para esta obra tão grande que tens a fazer !
(Jesus pega o vaso e analisa-o)
JESUS:  Mas este vaso está rachado! Não vai ter utilidade nenhuma para a obra que tenho a fazer. Não dá pra enche-lo de azeite!
VASO RACHADO:  Sim Senhor! Eu sei que está rachado! Mas podemos remenda-lo!
JESUS:  Não! Para consertar este vaso terá que descer à casa do oleiro, e lá eu o quebrarei e farei dele um vaso novo… pois não aceito vasos com rachaduras nem com remendos
VASO RACHADO:  Não Senhor! Este vaso é muito antigo, não permitirei que ele seja quebrado!
(O vaso rachado sai e entra o vaso de ouro)
 VASO DE OURO:   Senhor! Eu tenho o vaso que tu precisas! O meu vaso é o mais bonito e valioso dessa igreja… pois é um vaso de ouro, e veja a grandeza desse vaso! Sim Senhor tenho certeza que esse é o vaso que tu precisas!
(Jesus pega o vaso e analisa-o)
JESUS:  Sim, realmente este é um vaso muito bonito…mas não é de vasos bonitos que eu preciso para minha obra, tão pouco de um vaso de ouro…o vaso que quero tem que ser humilde, não uso vasos engrandecidos, que se julgam ser mais que os outros… O vaso que eu preciso tem que ser de outro material que não seja ouro pois tem que ser quebrado, queimado, provado e aprovado!
VASO DE OURO:   Ah Senhor! Não quero que o meu vaso de ouro seja passado pelo fogo, senão ele derreterá… realmente, o meu vaso não serve para esta obra!
(sai vaso de ouro e entra vaso sujo)
VASO SUJO:  Senhor! Prometo que daqui alguns dias meu vaso estará totalmente limpo… será mais alvo que a neve! Tão somente não o quebre!
JESUS:  Não filha! O dia da limpeza dos vasos é hoje!!!Pois eu tenho pressa!!! Para um vaso ser cheio de azeite ele precisa estar limpo!
VASO SUJO:  Não Senhor! Hoje não dá pra limpar meu vaso! Vejo que o meu vaso não serve para esta obra!
(sai vaso sujo e entra vaso ornamentado)
VASO ORNAMENTADO:  Senhor! Eis aqui o meu vaso!Procurei em minha casa e encontrei este vaso que enfeitava a estante… Tenho certeza que serve para a tua obra… Pois é um vaso ornamentado, tem forma bonita, é vistoso… Olhe e veja quão formoso ele é, suas pedras preciosas, seus enfeites… Realmente meu vaso é um vaso de grande valor, talvez o mais belo que por essas portas já entrou!
JESUS:  Não, não!Este vaso não serve! Não tem nenhuma utilidade na minha obra… Vaso de enfeite não serve! O vaso tem que ser útil… Pois eu não estou à procura de uma bela aparência… O vaso que eu preciso tem que ser quebrado, queimado, provado e aprovado!
VASO ORNAMENTADO:  Ah Senhor! Jamais deixarei quebrarem meu vaso, tão pouco passa-lo pelo fogo… Ele é muito bonito e valioso para que aconteça isso, realmente o meu vaso não serve para essa obra!(Sai vaso ornamentado)
 VASO DE BARRO:  Senhor Jesus ainda bem que te encontrei aqui!!! Quando Ouvir dizer que o Senhor estava a procura de um vaso para ser usado na tua obra, me levantei peguei o meu vaso para chegar até aqui, Demorei um pouco porque desanimei e não queria trazer meu vaso, pois é um vaso tão simples, um vaso de barro… e diante de todos aqueles vasos que o senhor viu talvez seja o menor deles… Ó Senhor dize-me é deste vaso que tu precisas?
JESUS:  Sim filha minha! É deste vaso que eu preciso… levante-se deste lugar, enche o teu vaso de azeite e VEM! (…)(ela enche o vaso de azeite e vai ate Jesus)
Para a grande obra que tenho que fazer é necessário um vaso de barro, humilde e pequeno… Não é um vaso de cristal, um vaso ornamentado, tão pouco um vaso de ouro que eu quero usar. Mas o vaso que eu quero usar é este, que encontrei aqui esta noite: um vaso de barro! Pois o vaso que eu preciso tem que ser quebrado, queimado, provado e aprovado! E eis aqui o vaso escolhido para esta grande obra!!!
 CONTEXTUALIZAÇÃO:

Esta é a palavra que veio do Senhor a Jeremias: ‘Vá à casa do oleiro, e ali você ouvirá a minha mensagem’. Então fui à casa do oleiro, e o vi trabalhando com a roda. Mas o vaso de barro que ele estava formando estragou-se em suas mãos; e ele o refez, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade. Então o Senhor dirigiu-me a palavra: ‘Ó comunidade de Israel, será que não posso eu agir com vocês como fez o oleiro?’, pergunta o Senhor. ‘Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel’” (Jeremias 18:1-6).

Existem vários textos bíblicos que podem inspirar a contextualização, tanto no antigo como no novo testamento.

Foi maravilhoso, pois as mulheres tiveram oportunidade de se expressar e Deus guiou tudo de forma perfeita, pois Deus quer fazer de nós vasos de barros, pois somos preciosas. Por isso, devemos ser amassadas, moldadas e ir ao fogo para que sejamos perfeitas. Esse é um convite diário!!!

Pense nisso!

Um abraço!

Rosielly Souza

Dinâmica: Fases da minha vida!

Olá! A graça e a Paz! A pedido de uma leitora estou postando essa dinâmica… Achei melhor postar, pois ela é diferente e interessante!

A dinâmica abaixo deve ser para um grupo pequeno de pessoas que realmente se conhecem. Além disso, a pessoa que for conduzir deve saber como contextualizar, pois deve-se tomar cuidado para não aprofundar demais…

Tome cuidado! Tenho um posicionamento pessoal sobre certas dinâmicas… è preciso tomar cuidado para não expor as mulheres do grupo, pois existem coisas que devemos falar apenas em aconselhamento pastoral. 

Muitas vezes, quando uma dinâmica é mal conduzida ela abre feridas que podem resultar em graves problemas para a igreja.

Pense nisso, antes de aplicar qualquer dinâmica!

DINÂMICA: FASES DA MINHA VIDA

Objetivo: Levar  as mulheres se conhecerem melhor.

Material:
  • Balas de cores ou sabores sortidos.
Desenvolvimento:
  • Prepare a dinâmica com antecedência. Faça uma relação das cores ou sabores com o que deseja que a pessoa compartilhe. Exemplo: bala de banana momento alegre; bala de chocolate: momento triste; bala de morango : um testemunho marcante; bala de abacaxi : uma provisão de Deus.
  • Na reunião, passe as balas pedindo pra que cada um pegue uma, mas não coma.
  • Explique para elas o que representa cada bala e peça para que cada uma fale de acordo com a sua bala.
  • Contextualize as falas de acordo com o tema da noite.
  • Após isso, diga para que façam uma troca de balas e façam um elogio umas para as outras e em seguida comam a bala.

Minha irmã, espero que essa dinâmica seja útil!

Que Deus te abençoe e te dê sabedoria!

Um abraço!

Pra Rosielly Souza

 

 

 

 

 

 

 

Geralmente também dou sugestões de dinâmicas nas respostas dos comentários…

 

 

Mais dinâmicas…

Olá! Estarei postando mais algumas dinâmicas conforme pedidos. Ressalto que é importante que você dê uma olhada em todas para ter uma noção da quantidade de material que já foi postado.

Um abraço e que Deus te abençoe e te guarde!

Rosielly Souza

DINÂMICA: OUTRA METADE

 

OBJETIVOS: Promover a aproximação, incentivar o diálogo e novas amizades.

MATERIAL: Folhas, tamanho aproximadamente de 10 x 15 cm, em número suficiente, de modo a não faltar prá ninguém. Escrever em cada uma  um versículo bíblico ou uma frase de música. Digitar em duas folhas para uma complementar a outra.

DESENVOLVIMENTO: Inicia-se com a distribuição das duas metades das cartelas, tendo o cuidado para que todos recebam.

Estabelecer um tempo para as mulheres procurarem suas metades.

À proporção que cada dupla se encontrar, procurará um lugar para conversar: o ponto de partida é o versiculo escrito ou  a música.

Após dez minutos, mais ou menos, o líder solicita que algumas duplas falem sobre a experiência ( o que sentiram como foi o encontro, etc.)

 

EU GOSTO DELA PORQUE….

 

MATERIAL:  Não é necessário.

DESENVOLVIMENTO: Formar um círculo, bem amplo, o mais espaçado possível, com cadeiras, ou riscar circulos com giz no chão.

Solicitar um voluntário  e orientar que ele fique no centro do grupo, em pé.

Retirar do círculo a cadeira que ele (o voluntário) estava sentado.

Proceder o início do exercício dizendo que “sempre ficará alguém sobrando, uma vez que foi retirada uma cadeira”.

“Quem ficar no centro, deverá dizer – sem demora, agilmente – bem alto, o seguinte:

“Eu trouxe um presente para pessoa que….” ou “Eu gosto de (Nome da pessoa) porque está usando…”

Exemplos de opções:

…estiver de jeans.

…usa óculos.

…tem duas orelhas.

…usa brincos.

Usar de toda criatividade possível.

Todas as mulheres que se enquadrarem no que for dito, devem trocar de lugar, rapidamente, inclusive a que estiver no centro ; sempre sobrará alguém, que deverá continuar a brincadeira.

 

VOCÊ ME AMA?

 

OBJETIVOS: Outra técnica boa para ser aplicada após intervalos longos, utilizando-se do mesmo princípio da técnica O presente.

MATERIAL: Não é necessário.

DESENVOLVIMENTO: Formar um círculo, bem amplo, o mais espaçado possível, com cadeiras.

Solicitar um voluntário  e orientar que ele fique no centro do grupo, em pé.

Retirar do círculo a cadeira que ele (o voluntário) estava sentado.

“Quem ficar no centro, deverá dizer – sem demora, agilmente – bem alto, o seguinte:

Você me ama? A mulher interrogada responderá: Sim, amo. O voluntário perguntará: Por quê ? O outro responderá alegando alguma coisa que o voluntário usa. Ex: Porque você usa tênis.

No momento em que disser que ele sua tal coisa, todos do círculo que estiverem usando também, deverão mudar de lugar, inclusive o voluntário.

O participante que ficar sem cadeira reinicia a brincadeira, dirigindo-se a outra pessoa: “Você me ama?”  “Sim, amo você.”  “Por quê?”  “Porque você usa óculos”…. e assim por diante

SORRISO QUE VALE UM MILHÃO

Material: bolinhas de papel amassado

Desenvolvimento: Essa dinâmica é usada para descontrair e integrar o grupo de uma forma divertida. Cada bolinha vale R$1.000,00. O líder distribuirá para cada pessoa do grupo 5 bolinhas de papel, essas deverão estar dispersas no local onde será realizada a dinâmica. Dado o sinal as mulheres deverão sair e procurar um companheiro, em seguida devem parar em sua frente, olhar fixamente nos olhos desse companheiro que por sua vez não pode sorrir. Quem sorrir primeiro paga uma bolinha para a mulher que sorriu. Vence quem terminar com mais “dinheiro”, que será o milionário.

PANELINHA NA IGREJA

Desenvolvimento:
O coordenador pede a duas ou três pessoas que saiam da sala por alguns instantes.
Com o grupo que fica combinará que eles formarão um círculo apertado com os braços entrelaçados e não deixarão de forma nenhuma os componentes que estão fora da sala entrar no círculo.
Enquanto o grupo se arruma o coordenador combina com os que estão fora que eles devem entrar e fazer parte do grupo.
Depois de algum tempo de tentativa será interessante discutir com o grupo como se sentiram não deixando ou não conseguindo entrar no grupo.
Compartilhar e discutir: Muitas vezes formamos verdadeiras “panelas” e não deixamos outras pessoas entrar e se sentir bem no nosso meio. Como temos agido com as pessoas novas na igreja ou na nossa célula?

CORRIDA DE JORNAIS

DESENVOLVIMENTO:A cada participante são fornecidas duas folhas de jornal. Cada passo na corrida deve ser dado em cima dos jornais. Desta maneira, ele põe uma folha no chão, pisa em cima; põe a outra no chão, pisa em cima; pega a primeira que ficou para trás, trazendo-a novamente à frente, e assim sucessivamente até alcançar o alvo. (Percorrer todo o trajeto estipulado).

 

 

Também! Um principio…

Olá! No dia 25/06/2015, ocorreu a reunião do Ministério de Mulheres na Igreja Viver de Deus e gostaria de compartilhar com você sobre algumas coisas  que falamos.

O Princípio do TAMBÉM!

Deus tem tocado muito nosso coração dando temas relacionados a princípios que podem fazer uma grande diferença em nossa vida com mulher. Os temas nos levam a fazer uma reflexão sobre nossas atitudes como: esposas, profissionais, administradoras do lar, amigas, servas de Deus, mães…

No livro “A Experiência do Lar”, de Devi Titus, há um capítulo chamado “Princípio do Também”.

livro-a-experiencia-do-lar---devi-titus

“O princípio do também é definido pela atitude voluntária de fazer mais do que é pedido a você.” (Devi Titus, A Experiência do Lar, p.32).

Devi explica a diferença entre instrução e princípio. A instrução lhe ensina passo a passo como algo específico deve ser feito, e não se aplica a outras áreas da sua vida (por exemplo, como fazer um bolo de caixinha), já o princípio pode ser utilizado em todas as áreas das nossas vidas (por exemplo: a lei da semeadura onde, tudo o que plantarmos, também colheremos(se plantamos gentileza colhemos gentileza, dinheiro no banco colhemos rendimentos…).

Princípio é aquilo que pode ser aplicado em todas as áreas de nossa vida, é aquilo que levamos conosco. Imagine se em todas as atividades que você fizer… pensar que está fazendo para Deus! Ele nos convida a servir!

E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,
Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.

Imagine: fazer tudo além do que é pedido e bem feito, independente do que o outro irá pensar. Pensando em Deus! O incrível é que são coisas tão simples e que podem fazer a total diferença no meio que você vive(posteriormente estarei citando alguns exemplos do livro e meus).

Veja a história do servo de Abraão que foi encontrar uma esposa para Isaque.

O servo partiu, com dez camelos do seu senhor, levando também do que o seu senhor tinha de melhor. Partiu para a Mesopotâmia, em direção à cidade onde Naor tinha morado.
Ao cair da tarde, quando as mulheres costumam sair para buscar água, ele fez os camelos se ajoelharem junto ao poço que ficava fora da cidade.
Então orou: “SENHOR, Deus do meu senhor Abraão, dá-me neste dia bom êxito e seja bondoso com o meu senhor Abraão.
Como vês, estou aqui ao lado desta fonte, e as jovens do povo desta cidade estão vindo para tirar água.
Concede que a jovem a quem eu disser: ‘Por favor, incline o seu cântaro e dê-me de beber’, e ela me responder: ‘Bebe; também darei água aos teus camelos’, seja essa a que escolheste para teu servo Isaque. Saberei assim que foste bondoso com o meu senhor”.
Antes que ele terminasse de orar, surgiu Rebeca, filha de Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, trazendo no ombro o seu cântaro.
A jovem era muito bonita e virgem; nenhum homem tivera relações com ela. Rebeca desceu à fonte, encheu seu cântaro e voltou.
O servo apressou-se ao encontro dela e disse: “Por favor, dê-me um pouco de água do seu cântaro”.
“Beba, meu senhor”, disse ela, e tirou rapidamente dos ombros o cântaro e o serviu.
Depois que lhe deu de beber, disse: “Tirarei água também para os seus camelos até saciá-los”.
Assim ela esvaziou depressa seu cântaro no bebedouro e correu de volta ao poço para tirar mais água para todos os camelos.
Sem dizer nada, o homem a observava atentamente para saber se o Senhor tinha ou não coroado de êxito a sua missão. Gênesis 24:10-21

Quantas vezes em nossas vidas pensamos “Já está bom, fiz tudo o que dava para fazer” ou ainda “Isso não é responsabilidade minha!”. Isso significa que podemos melhorar (e MUITO!) ao aplicar esse princípio em nossas vidas.

Abraão queria garantir que sua nora tivesse as qualidades, o caráter e os valores de sua família. O servo, então, fez uma oração muito incomum, pedindo a Deus que a mulher que fosse para ser a esposa de Isaque respondesse:‘Bebe; também darei água aos teus camelos’.

Rebeca estava mesmo muito disposta, pois além de tirar água para toda sua família, ela ainda ofereceu água aos camelos, o que significa que ela teria que retirar, aproximadamente, mais 200 litros. Esta atitude revela uma mulher responsável, prestativa, diligente, disposta a dividir, cortês, cuidadosa com desconhecidos, hospitaleira, submissa à autoridade de sua família e que terminava tudo o que começava.

E como aplicar esse princípio em nossas vidas? Como falamos, ele é aplicável a todas as áreas. Vejamos alguns exemplos que o livro nos dá e outros práticos:

– Ao ver que a pia do banheiro está com respingos ao lavar sua mão enxugue- também!

– Ao chegar no caixa de supermercado, cumprimente a funcionária- também!

– Ao se deitar para dormir com sue marido, seja carinhosa- também!

– Ao chegar em casa tire a roupa e pendure- também!

– Na hora de sair do trabalho, fique mais um pouquinho – também!

– Guarde as suas coisas, e tire a poeira – também!

– Tome banho, e retire o cabelo do ralo – também!

– Tire a roupa do varal, e dobre-as – também!

– Ao preparar uma mesa, enfeite-a com flores – também!

Ou seja, façamos mais do que é pedido ou esperado de nós!

Para conclusão as mulheres foram divididas em pequenos grupos e algumas perguntas foram entregues para que elas discutissem com base no conteúdo. Após isso, algumas falaram e foi feita a contextualização da fala delas com o conteúdo ministrado.

Que Deus te abençoe e te de sabedoria para utilizar esses princípios!

Um abraço!

Rosielly Souza

A Experiência da Mesa

A-experiência-da-mesa

 

Olá! Espero que tudo esteja bem com você!

Recomendo a leitura desse livro, inclusive ele foi a base para a ministração do tema na ultima reunião do Ministério de Mulheres ocorrida em 26/03/2015, abaixo também estarei sugerindo uma dinâmica.

Nele a autora Devi Titus faz uma reflexão sobre a importância da família sentar a mesa olho a olho e face a face. A mesa é um local mais que especial para se nutrir o corpo, a vida espiritual( através da oração e presença de Deus) e vida emocional.

A mesa é o lugar onde você vai ouvir sobre as alegrias e as tristezas que ocorrem com seus filhos e marido. Além de ser um momento para você falar também.

É muito importante para a mulher compreender que ela deve se empenhar para que as refeições ocorram na mesa e se ela tiver esse cuidado com a família a mudança será drástica e para melhor…

A autora faz uma reflexão através de diversas passagens bíblicas e estudos acadêmicos que demonstram essa importância!

Portanto, a refeição na mesa é capaz de:

– Criar um ambiente melhor para a família.

– Criar a comunhão por meio do alimento que promove o corpo mais saudável e inteligência.

– A mesa potencializa a comunhão entre os membros da família.

– Quando todos tem a oportunidade de se posicionar olho no olho e face a face a compreensão da escuta e da fala se igualam.

– A presença na mesa promove momentos inesquecíveis.

11071519_10202787189921045_623519173011875424_n

A partir do momento que a mulher se torna ciente de tudo isso ela é convidada por Jesus a se empenhar mais para organizar o ambiente e utilizar sua criatividade.

DINÂMICA SOBRE O TEMA A EXPERIÊNCIA A MESA

Antes de ministrar sobre o tema faça a dinâmica( lembrando que é só uma idéia para você, e o Espírito Santo te capacitará para melhorar a ideia).
MATERIAIS NECESSÁRIOS: Mesa, e em cima dela coloque uma toalha dobrada, luminária, fósforo, pratos bonitos, talheres, taças, flores, guardanapos…
Coisas que deem para montar uma mesa legal.

DESENVOLVIMENTO:
Escolha duas mulheres e dê cinco minutos para que elas montem a mesa. Enquanto isso, as outras mulheres estarão observando como elas farão.
Você também pode utilizar mais mesas e pedir para mais mulheres montem outras mesas, pode ser uma de café da manhã ou lanche e outra de jantar.
Após elas montarem peça para que elas sentem.
Peça para que elas digam como se sentiram ao montar a mesa, o que acharam da mesa antes e depois. 
Depois disso, peça as outras mulheres que imaginem como sentiriam se ao chegassem em casa se deparassem com uma mesa linda e uma comida bem feita esperando por elas…
Diga para algumas mulheres se expressarem e em cima do que elas falarem você contextualiza com base no livro.
Na foto acima é o fechamento do conteúdo ministrado, onde fizemos um círculo, cada mulher recebeu uma ” tira” com a frase e  leu em voz alta. Após ler ela colocou a síntese na mesa.
Desejo de coração que você compreenda tudo que a experiência a mesa representa na vida da sua família.

Me coloco a disposição para maiores orientações!

Um abraço e bom fim de semana!

Pra. Rosielly Souza