Arquivo de Tag | fidelidade

Coisas Extraordinárias…

Resultado de imagem para mulher adorando

         Só sei que quando o culto terminou descobri que aquela emoção e alegria toda não foi sentida apenas por mim… Muitas pessoas sentiram a mesma coisa! O que era isso? Uma comoção em massa? Não! Era o Espírito Santo agindo! É claro que cada pessoa reage de um jeito… mas de uma coisa tenho certeza: PARA QUE ESTEJAMOS SENSÍVEIS AO SENHOR É PRECISO BUSCÁ- LO. Não adianta chegar na igreja e querer sentir TUDO… sem ter buscado de coração antes no secreto! Não é preciso ficar procurando culpados por  não sentir a Presença. Por isso, é importante lembrar: somente você é responsável por sua busca ao Senhor. Inclusive, pode haver uma multidão, mas o Senhor conhece o seu coração e sabe se você está sensível ou não a voz do Espírito Santo.

Olá! Nesse corre- corre de tantas atividades precisamos valorizar os momentos e oportunidades que o Senhor nos dá!

Agora a pouco, no meu trabalho,  tive a oportunidade de conversar com uma mulher que está há vários anos na igreja, inclusive ela disse que se um dia fosse escrever poderia citar o que ela me perguntou e a minha resposta…

Ela disse que está achando que a igreja não recebe o louvor, que a igreja está fria, que as vezes sente alegria lá, gosta de algumas pessoas, mas logo começa a observar as coisas e fica magoada porque sabe que é capaz de fazer muito mais para Deus…

Percebi logo que ela parou de sonhar com a igreja e com salvação e transformação de vidas. Parou de desejar fazer o melhor para o Senhor, de se alegrar com a missão do pastorado(isso mesmo!), e principalmente esqueceu o principal: de orar e buscar compreender tudo de acordo com a visão do Senhor! Ela estava tão consumida por olhar os problemas que parou de se emocionar na presença do Senhor!

Ouvi, ouvi… falei o que o Senhor me tocou para falar, mas finalizei contando sobre minha experiência…

Tenho vivido coisas extraordinárias na igreja, pois tudo que pedi por muito tempo ao Senhor está começando a acontecer muito melhor que pensei. O culto do ultimo domingo é um ótimo exemplo:

  • Tudo inciou com o louvor…
  • Um irmão contou um testemunho tão edificante…( era tanta benção que ele estava até preocupado de esquecer alguma coisa). Ele contou das maravilhas que o Senhor havia feito. Na hora viajei no tempo… lembrei de como ele era aos oito anos… Isso mesmo! Fui professora de EBD dele! Lembrei do passado e no quanto Deus é fiel, na linda esposa que ele tem e nos dois filhos. Pensei: Nossa Jesus… isso é só o início do que o Senhor tem para ele e para essa igreja.
  • A ministração da palavra também me tocou muito… Pensei demais! O Senhor nos convidou a refletir: de onde viemos, como éramos e como estamos agora. Ele tem nos sustentado!!!
  • Ele também continuou tocando através da ceia…
  • Ocorreu a Convenção Ministerial, onde seis pessoas foram consagradas, dentre elas três eram mulheres jovens. Foi impressionante! Elas colocaram os pés na escada do altar, comecei a sentir uma alegria tão grande que chorei sem ver. A verdade é que eu chorei demais, porque pensei em cada uma decidindo pelo diaconato… Na vontade delas em servir ao Senhor! Cada uma com um história diferente, mas com o propósito de servir ao Senhor!
  • Só sei que quando o culto terminou descobri que aquela emoção toda não foi sentida apenas por mim… Muitas pessoas sentiram a mesma coisa! O que era isso? Uma comoção em massa? Não! Era o Espírito Santo agindo! É claro que cada pessoa reage de um jeito… mas de uma coisa tenho certeza: PARA QUE ESTEJAMOS SENSÍVEIS AO SENHOR É PRECISO BUSCÁ- LO. Não adianta chegar na igreja e querer sentir TUDO… sem ter buscado no secreto… Não é preciso ficar procurando culpados por  não sentir a presença. Por isso, é importante lembrar: somente você é responsável por sua busca ao Senhor. Inclusive, pode haver uma multidão, mas o Senhor conhece o seu coração e sabe se você está sensível ou não a voz do Espírito Santo.

Portanto, terminamos a conversa e ela saiu com o propósito de orar mais, independente dos problemas. Saiu com a vontade de pedir para que o Senhor a mude por dentro. O ponto de vista sobre os problemas e a igreja depende da vida espiritual que opta ter!

Minha irmã, pense nisso também!

Que o Senhor abençoe a sua semana!

Um abraço!

Rosielly Souza

Anúncios

A hora da decisão


27bcc-555219_514027805316747_1011810227_n

Olá minha irmã! É impressionante como Deus coloca pessoas e situações em nossas vidas…

Gostaria de relatar duas situações que vivenciei que duraram apenas dez minutos hoje. Essas situações demonstram o quanto podemos fazer  a diferença na vida das pessoas com simples gestos.

Não sei se você sabe, sou pastora, mas sou enfermeira e trabalho em um Pronto Socorro. 

Havia uma mulher de 36 anos que estava sentindo uma forte dor abdominal, ela estava com uma barriga muito grande, como se estivesse grávida de nove meses, mas na verdade ela estava com ascite(conhecida popularmente como barriga d’ água). Como ela ainda não havia sido avaliada, levei a paciente ao box de emergência para que o médico a examinasse. Expliquei que provavelmente ele iria fazer um procedimento para retirar o líquido da barriga, com isso a dor passaria. Quando o médico estava chegando para examiná- la ela pediu que desse minha mão para ela. Segurou minha mão bem forte, olhou nos meus olhos querendo chorar e disse: “enfermeira eu estou com muito medo”. Naquela hora, olhei bem firme nos olhos dela e disse que Deus estava encaminhando tudo e que era para ela botar todo seu medo, inclusive sua vida nas mãos do Senhor! Disse que Ele tinha um plano muito especial para ela e que era muito preciosa para Ele. Ao falar isso, percebi que o olhar dela mudou! Deus realmente deu confiança para aquela mulher. Organizei tudo e a deixei para ser atendida pela equipe.

Ao sair de lá passei pelo corredor do pronto socorro e percebi que um homem que eu havia atendido há cinco dias que estava catatônico( sem responder a nenhum estímulo, parado) já estava sentando. Eu passei por ele e disse: Oooiii! Tudo bem com você? Quando ele ia mudando a fisionomia disse: Vai falarrrr? Você quer falar??? Não acreditooooo!!! Ele sorriu meio de lado. Então eu parei entrei no box que ele estava e olhei para ele. Vi que havia uma Bíblia do lado da sua cama. Disse para ele que por mais que ele se sentisse sozinho, sem a família naquele momento, Deus jamais o desampararia. Perguntei se ele conhecia a Bíblia. Ele olhou para mim e para ela demonstrando que sim. Vi que na Bíblia tinha o nome dele, algumas passagens sublinhadas e uma foto dele saudável. Falei que ele era o templo de Deus que ele precisava se alimentar… Sai de lá feliz, mesmo sem ele ter me dito nenhuma palavra, pois senti que algo ia fazer a diferença.

Após passar por essas situações diárias, e até ” corriqueiras”no hospital, compreendo o que Deus quer de mim e que ainda tenho muito para melhorar! É preciso estar sensível a voz Dele para ser instrumento com serenidade. Digo serenidade porque Deus não pode ser imposto. No hospital também vejo muita gente pregando que Deus é “fogo consumidor”, muitos falam de forma “fanática” e amedrontam quem está por perto. Por esse motivo tem muito doente aceitando a Jesus “no susto”.

E você? No seu trabalho, na sua casa, nos seus estudos, você já percebeu que pode fazer muito mais? Já percebeu que pode ser um canal de benção na vida de pessoas que você nem imagina.

Na prática, quando as circunstâncias ocorrem muitas de nós faz de conta que não viu ou simplesmente não dá importância!!! Isso é fato!

Desejo de todo coração que você possa ser luz onde estiver, que você faça tudo com excelência e que você ame ao próximo como si mesma, pois é isso que desejo para mim também.

O amor de Deus, a graça do nosso Senhor Jesus Cristo e as Consolações do Espírito Santo de Deus estejam sobre sua vida e de sua família.

Um abraço!

Rosielly Souza

Deus NÃO está morto 2

maxresdefault

Olá! No início de abril o Filme Deus não está morto 2 entrou em cartaz nos cinemas brasileiros. O que tenho a dizer sobre esse filme?

O filme simplesmente é maravilhoso e nos leva a uma reflexão sobre nossa postura como mulheres cristãs. Ele é baseado em histórias verídicas ocorridas nos Estados Unidos. Vale muito a pena ser visto, inclusive em grupo com o Ministério de Mulheres da igreja.

Sinopse
Quando Grace, uma professora cristã, é questionada sobre Jesus dentro da sala de aula, sua resposta inicia uma perseguição ao direito à crença. Sua fé é colocada à prova ao enfrentar um processo judicial épico que poderá custar-lhe a carreira que ela ama e expulsar Deus da sala de aula – e da esfera pública – de uma vez por todas.

Além de tudo que foi visto, de toda emoção sentida de toda reflexão que o filme proporcionou  foi uma ótima oportunidade de integração para as mulheres do ministério de mulheres da Igreja Viver de Deus, pois nos encontramos no cinema e vimos o filme.

Com certeza ele poderia ser uma ótimo tema de reunião de mulheres.

Se você ainda não viu te convido a ver, pois é muito edificante!

Que Deus te abençoe!

Um abraço!

Rosielly Souza

Dar valor ao que se tem

7-Coisas-Que-Pessoas-Felizes-Evitam-Fazer-00

Olá! Essa semana vivenciei algo muito especial e gostaria de compartilhar com você! Fui em uma clínica de hemodiálise para acompanhar uma pessoa debilitada que ia fazer hemodiálise e me deparei com uma realidade que me entusiasmou…

Fiquei na recepção enquanto aguardava o término do procedimento.

Me sentei e comecei a observar todas aquelas pessoas que estavam na sala de espera aguardando ou se recuperando da sessão de hemodiálise. Vi a face sofrida e cansada de alguns. Pensei em todas as dificuldades que todos que estavam ali passavam, pois três vezes por semana tinham que estar ali uma manhã ou tarde inteira. Imaginei como seria a rotina, as dificuldades, as restrições…

Mesmo com essas dificuldades percebi que eles tinham disposição para conversar e interesse para ouvir uns aos outros. Aquele aperto no peito inicial que senti logo mudou …. senti alegria, pois aquele ambiente que estava em silêncio se tornou uma algazarra. Haviam uns 13 pacientes  eles começaram a conversar uns com os outros, deu para perceber que eles se conheciam devido ao longo tratamento. De repente eles começaram a sorrir e a brincar uns com os outros. Contavam a histórias de como foi a semana, coisas que estavam organizando na igreja, elegeram um idoso como o mais bonito da sala, brincavam tanto, aproveitando aquele momento. Se interessavam uns pelos outros…  Logo uma paciente abriu uma vasilha cheia de bolachas e passou oferecendo para todos dizendo que havia feito para eles. Senti a presença tão grande do Senhor! Fui ao banheiro e orei emocionada, pois a maioria das pessoas que estavam naquela sala conheciam a Jesus e mesmo com o sofrimento do tratamento elas aproveitavam cada minuto. 

E agora te pergunto: você conhece alguém que está passando por algum tratamento de para restaurar a saúde(hemodiálise, câncer…)? As doenças estão aí, tem muita gente sofrendo para voltar a fazer as atividades que faziam antes. Muitas delas conhecem ao Senhor e outras estão sendo apresentadas à Ele. Quem está passando por algo assim quer aproveitar cada minuto para estar com as pessoas que ama e fazer as coisas que gosta.

O ponto que quero chegar é o seguinte, muitas pessoas não têm doença, mas quanto têm um problema “simples”, focam apenas nele. Não conseguem olhar outras coisas!!! Agem de forma egoísta…   Vão sacrificando outras coisas simplesmente por não conseguirem o que querem, não aproveitam o momento que Senhor oferece.                

Tem muita gente querendo mais tempo para viver passando por problemas graves de saúde e abraçam todas as oportunidades para buscar a verdadeira alegria dada pelo Senhor. E existem uma grande maioria de pessoas que tem tempo, mas está jogando fora. O tempo não volta!!!

Eu poderia enumerar tantos exemplos, mas o texto está ficando muito extenso e sei que vai ficando mais difícil você concluir a leitura.

Quero falar mais sobre isso depois…

Que você busque sabedoria para aproveitar todo o tempo que o Senhor tem te dado!

Um abraço e bom fim de semana!

Rosielly Souza

Rute: uma mulher fiel!

Olá! Espero que tudo esteja bem com você!

Gostaria de compartilhar com você uma reflexão sobre a história de Rute.

download (1)

 

RUTE – UMA HISTORIA DE AMOR E FIDELIDADE.

 
Originada de Moabe, Rute cresceu no planalto ao sul do rio Arnom, numa nação que provavelmente era polígama e onde se adorava o falso deus Quemos. Então, uma família de hebreus se mudou de Belém para Moabe; e eram diferentes: a mãe, Noemi, era tratada com respeito por seu marido Elimeleque.
Rute, cuja mão foi pedida em casamento por Malom, um dos filhos dessa família, iniciou um relacionamento de  aprendizado com sua sogra sábia e confiável, vindo a amar e a admirar Noemi. Rute e sua cunhada, Orfa, ligaram-se afetivamente a ela e as três mulheres ficaram ainda mais unidas quando seus maridos morreram.
Porém, Noemi ficou sabendo que a fome em Belém havia passado e desejou voltar para casa. Durante a viagem, instou suas noras a retornarem aos seus respectivos lares, onde poderiam, então se casar novamente. Apesar de inicialmente querer ficar com a sogra, depois de uma despedida comovente Orfa cedeu e voltou para sua família.
Rute porém se apegou a Noemi, e entendeu que a mudança para Belém significava renunciar totalmente a sua herança cultural e passar o resto da vida como estrangeira. Por isso, seu voto a Noemi é umas das declarações de compromisso mais belas da história. “Disse, Porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; por-que aonde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares a noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus” ( Rute: 1;16).
A chegada das mulheres em Belém marcou o início de uma nova vida para Rute, que passou a trabalhar nos campos de cevada de Boaz, um parente de Noemi, rebuscando as espigas deixadas nos campos para os pobres. Os feixes de cereal eram colhidos e debulhados com uma ferramenta manual pesada, feita de madeira; então com um garfo grande, eram jogados para o alto, afim de que o vento levasse embora a palha. Muitas mulheres pobres flertavam com os ceifeiros e tentavam roubar cereal mas Rute logo adquiriu uma reputação de tamanha honestidade e integridade que foi elogiada pelo dono dos campos ” Boaz”.
Seguindo o conselho sábio de sua sogra a humildade de Rute conquistou o respeito e, mas tarde o amor do parente de Noemi Boaz, que comprou a propriedade de Noemi e se casou com Rute.
Rute é lembrada como modelo de caráter feminino, por sua linda amizade com sua sogra, e sua história de amor com Boaz. Dispondo-se alegremente e confiantemente a romper com seu passado, tomando por base a revelação de Deus que havia aprendido com sua sogra afetuosa. Deus usa a fidelidade de mulheres simples para cumprir seus planos extraordinários: Proveu alimento para duas viúvas por meio do Trabalho de Rute; proveu segurança á jovem viúva por meio do seu casamento com Boaz; proveu descendentes para Noemi por meio de Obede, o filho de Rute e Boaz. Por meio da moabita Rute, Deus também proveu um grande rei para Israel e até mesmo o Messias. “Basta tão somente confiar plenamente em Deus e tudo mais ele fará”.
 
Fonte: Bíblia sagrada

Texto retirado de: http://solteirasemcristo.blogspot.com.br/2012/09/rute-uma-historia-de-amor-e-fidelidade.html

Que nesses dias possamos estar dispostas a aprender mais de Deus!
Um abraço!
Rosielly Souza